terça-feira, 12 de maio de 2015

Não só de pão vive o homen

Numa conversa com a Helena Le blanc, minha amiga e “chefe” dos acólitos de Mogofores, comentavamos o seu blogue - As Surpresas de Deus! , eu disse que tinha um pequeno blogue mais ligado a receitas culinárias e a pequenos comentários, mas que raramente postava alguma coisa, então a Lena disse-me e porque não utilizas esse blogue de receitas para partilhar com outras famílias a alegria de sermos igreja doméstica e família de Caná. Achei estranho, mas essa conversa a porta da sacristia depois de acolitar a missa das 10h, deixou-me inquieta, que ideia tão diferente e amalucada, comida e palavra de Deus juntas? Porque não? Nem só de pão vive o homem certo? Mais importante do que alimentar o corpo é alimentar a alma certo? Mas e o pecado da gula? Parece que muitos de nós cristãos não consideramos o pecado da gula como um pecado  e exageramos na quantidade de alimentos que ingerimos, esquecemos muitas vezes também de quantos dos nossos irmãos passam fome. Por isso quase abandonei a ideia de utilizar este blogue para refletir a palavra de Deus, mas se Deus nos abençoou ao encher a terra com comidas que são deliciosas, nutritivas e até mesmo prazerosas. Devemos honrar a criação de Deus ao apreciar essas comidas em moderação, controlando nossos apetites, ao invés de sermos controlados por eles.
Apetites físicos são uma analogia de nossa habilidade de nos controlar. Se somos incapazes de controlar nossos hábitos em relação à comida, isso é uma indicação de que provavelmente também somos incapazes de controlar outros hábitos, tais como os da mente (cobiça, avareza, raiva), e somos incapazes de não fazer parte de fofocas e conflitos. Não devemos deixar nossos apetites nos controlar, mas devemos ter controle sobre nossos apetites . A habilidade de dizer “não” a qualquer coisa em excesso – “auto-controle” — é um dos frutos do Espírito (que pertence a todos os Cristãos)  esses frutos do Espirito são: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança..
E então  aqui nasce uma nova faceta do blogue Nova aguardem que vou postando de vez em quando as minhas reflexões e as minhas receitas.

6 comentários:

  1. Boa Vera,
    Olha que foi uma ideia engraçada! Realmente precisamos de alimentar o físico e a alma!
    Continua....
    Isabel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada pela força Isa. Vou dar o meu melhor

      Excluir
  2. Ola Vera

    As melhores ideias não são as malucadas e estranhas?
    Gostei da nova faceta. Preciso de ajuda na cozinha. Vêm em meu socorro.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Lena, quando precisar ajuda é só chamar ,nãosou grande cozinheira mas com a bimby desenrasco-me.bjihos

    ResponderExcluir
  4. Este post foi escrito para mim, de certeza! (Sei que não, mas li como se fosse!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Bruxa Mimi, foi escrito para todos nós , porque as vezes( e eu muitas vezes) esquecemos de ver com os olhos do coração coisas que tomamos como certas e coisas simples podem nos mostrar anta coisa que Deus nos diz.beijinho e obrigada

      Excluir